PÁGINA PRINCIPAL
ÁREAS MAIS VISITADAS
EMPRESA
SERVIÇOS ONLINE
INFORMAÇÕES
CONTACTOS
  Tratamento

 COMO É TRATADA A ÁGUA?

 

O processo de tratamento engloba 7 fases:

 

1. Gradagem
Inicialmente, a água entra por gravidade para dois poços de captação, a montante e a jusante, passando por uma gradagem onde ficam retidos os sólidos de maior porte que são arrastados pelas águas do rio. Cada poço de captação está munido de 2 bombas de elevação, de 200 l/s e 400 l/s, respectivamente.


2. Tamizagem
As bombas de captação, que podem funcionar alternadamente ou em conjunto, elevam a água ao início do tratamento. Este começa a tamização, que tem como objectivo retirar os sólidos que passarem na gradagem primária.

3. Pré-oxidação com cloro gasoso
Segue-se a pré-oxidação, que é feita com água previamente clorada (com cloro gasoso) em quantidade suficiente para promover a oxidação de toda a matéria orgânica em suspensão, incluindo os microorganismos presentes, evitando assim a sua proliferação no leito filtrante.

4. Coagulação / Floculação com um policlorosulfato de alumínio
A pré-oxidação é feita na câmara de mistura rápida juntamente com a coagulação, processo esse em que se utiliza um policlorossulfato de alumínio como coagulante e que tem como função remover a matéria orgânica coloidal, formando flocos que posteriormente serão retidos na fase de filtração rápida, em filtros de areia.

5. Filtração directa em filtros de areia

6. Remineralização com água de cal e dióxido de carbono
Existe a necessidade de se proceder a uma remineralização porque as águas da zona norte são ligeiramente ácidas (ph entre 5.5 e 6), pouco mineralizadas e, portanto, agressivas para as tubagens. Este processo tem como objectivo a afinação da água e consiste na correcção da agressividade e pH da água através da adição de água de cal e CO2. O hidróxido de cálcio (cal) e o CO2 são utilizados porque não introduzem elementos estranhos à composição natural da água e são inócuos à saúde.

7. Desinfecção final com cloro gasoso
Finalmente, com a desinfecção final (feita com água clorada) pretende-se garantir a qualidade microbiológica e manter um residual de desinfectante na água que chega aos consumidores.

Após o tratamento, a água é elevada através das condutas adutoras, para os reservatórios de Pintacinhos e Montariol, com capacidade de 4.000m3 e 32.000m3, respectivamente.