808 205 000

Linha Verde



A empresa

Notícias

Contactos

Serviços

Água de Consumo

Saneamento

Recolha de Resíduos

Cro

Agere Kids

Serviços Online

Clientes

Perguntas frequentes

Tarifários

Informações



A empresa

Notícias

Contactos

Serviços

Água de Consumo

Saneamento

Recolha de Resíduos

Cro

Agere Kids

Serviços Online

Clientes

Perguntas frequentes

Informações

Tarifários



A empresa

Notícias

Contactos

Serviços

Água de Consumo

Saneamento

Recolha de Resíduos

Cro

Agere Kids

Serviços Online

Clientes

Perguntas frequentes

Informações

Tarifários

Saneamento

1.024 KM DE REDE DE SANEAMENTO

A rede, que garante o tratamento e elevação das águas residuais a quase todo o concelho de Braga, é constituída por 15 sistemas de tratamento, 16 ETARs e 38 estações elevatórias.

O tratamento é biológico em 16 ETARs, ou seja, feito por lamas ativadas e configuaração variada consoante o número de habituantes a servir, o nível de tratamento exigido e a qualidade da água residual a tratar.

Com um aumento substancial da população residente e consequente aumento das águas a tratar, em breve dar-se-á início à construção da ETAR do Vale do Este. Esta infraestrutura vai permitir aliviar a sobrecarga, sentida em algumas estações de tratamento e aumentar a capacidade e qualidade do serviço prestado.

POPULAÇÃO SERVIDA

181 494 hab

    

 

Nº DE SISTEMAS

15

Taxa de acessibilidade do serviço de saneamento

100%

Rede de seaneamento do município

1 024 km

Número de sistemas de saneamento

4 lamas ativadas

3 vala de oxidação

3 lagunagem

6 tipo Beta

Nº de estações elevatórias

38

Quatro

instalações atingem o nível de tratamento terciário ou de desinfeção por Ultra-violeta, com reutilização da água tratada como água de serviço

 

Tratamentos

O processo de tratamento das águas residuais contempla 4 etapas de tratamento: Preliminar e Primário, Secundário e o Terciário.

Tratamento preliminar e primário

Nas etapas iniciais é feita a remoção de sólidos suspensos de variadas dimensões por processos físicos de separação; Restos de alimentos, toalhetes, papel higiénico, algodão, cotonetes entre outros, são removidos nas etapas de gradagem ou filtração. Areias e partículas de menor dimensão são separadas por processos de sedimentação. A fração sedimentada na decantação primária constitui o que designa de lama primária encaminhada para a linha de tratamento de lamas.

Tratamento Secundário

No tratamento secundário as águas residuais são inicialmente sujeitas a um tratamento biológico em que as bactérias degradam a matéria orgânica dissolvida presente; Posteriormente a lama biológica formada nesse processo é separada por sedimentação na etapa de decantação secundária; A lama é encaminhada ao tratamento de lamas e o efluente é descarregado através de caleira superficial e encaminhado à etapa final.

Tratamento Terciário

Na etapa final as águas residuais são submetidas a uma desinfeção por radiação Ultra Violeta antes de devolvidas ao meio ambiente; Uma fração desta água residual sofre uma 2ª etapa de desinfeção conferindo-lhe um nível de qualidade microbiológico que permite a sua reutilização para fins de rega de espaços verdes, lavagem de carros e pavimentos, por exemplo.

As lamas, após tratamento adequado, destinam-se à agricultura. Assumindo o papel de fertilizante ou para valorização energética – combustível.

O que são as águas residuais?

A água que utilizamos para inúmeras atividades quotidianas (limpar, tomar banho, cozinhar, entre outras) e para produzir bens e matérias (indústria), transforma-se em água residual (esgoto) e tem de ser tratada para a podermos reutilizar.

A Estação de Tratamento de Águas Residuais tem a função de receber, tratar as águas residuais e devolvê-las ao meio envolvente em condições ambientalmente seguras.

Afluências indevidas

Diariamente, enfrentamos inúmeros desafios, causados por entupimentos e obstruções nos nossos
coletores e nas ETAR, devido à afluência de resíduos sólidos presentes nas águas residuais.

As toalhitas, cotonetes, preservativos ou algodão e cabelos, são produtos e resíduos muito difíceis de tratar e podem mesmo causar entupimentos nas canalizações.
O sítio próprio para estes resíduos é o caixote do lixo.

Os restos de comida líquida e as gorduras de fritar (óleo e azeite) ficam colados aos canos porque não se dissolvem e tornam muito mais difícil o tratamento da água. Devem ser acondicionados em recipientes próprios ou em garrafas vazias, devidamente fechadas e entregues ou depositadas nos pontos de recolha adequados.

> ver brochura

Documentos relacionados 

REGULAMENTO DE SERVIÇO DE ABASTECIMENTO …
REGULAMENTO DE DESCARGAS INDUSTRIAIS