fbpx

253 205 000

Linha Verde



A empresa

Notícias

Contactos

Serviços

Água de Consumo

Saneamento

Recolha de Resíduos

Cro

Agere Kids

Serviços Online

Clientes

Perguntas frequentes

Tarifários

Informações



A empresa

Notícias

Contactos

Serviços

Água de Consumo

Saneamento

Recolha de Resíduos

Cro

Agere Kids

Serviços Online

Clientes

Perguntas frequentes

Informações

Tarifários



A empresa

Notícias

Contactos

Serviços

Água de Consumo

Saneamento

Recolha de Resíduos

Cro

Agere Kids

Serviços Online

Clientes

Perguntas frequentes

Informações

Tarifários

AGERE REÚNE ESPECIALISTAS PARA DEBATER PILARES DA SUSTENTABILIDADE

22, Fev 24 | Novidades

Decorreu esta quarta-feira, no Altice Forum Braga, a Conferência: No Caminho Para a Sustentabilidade Integral, organizada pela AGERE, no âmbito da comemoração dos 25 anos da empresa.

A sessão de abertura do evento, que se destinou a explorar estratégias e a debater os desafios inerentes à sustentabilidade, contou com a intervenção de Rui Sá Morais, Presidente do Conselho de Administração da AGERE, que fez referência ao trabalho desenvolvido ao longo do seu percurso de existência e aos marcos mais importantes dos 25 anos que este ano celebra. Neste sentido, Rui Sá Morais fez referência aos eventos planeados para o decorrer do ano de 2024 e que vão celebrar o aniversário da AGERE, realçando que a empresa “é detentora de uma importância crucial para a comunidade bracarense, tendo em conta que impacta diretamente o bem comum através daquele que é o seu propósito no âmbito da gestão urbana da cidade”. O Presidente do Conselho de Administração da AGERE aproveitou ainda a ocasião para homenagear e enaltecer o “trabalho dos colaboradores que em muito contribui para um percurso de 25 anos cheios de sucessos e para traçar e cumprir um caminho que pretendemos fazer juntos, em direção à sustentabilidade integral”.

Também o Vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, José Pimenta Machado, marcou presença no painel de convidados da conferência, onde enalteceu o percurso da AGERE e destacou as áreas de investimento como a nova ETAR do Este, que referiu ser “um projeto que tem as melhores tecnologias neste domínio”. O Vice-presidente da APA deixou ainda o desafio para que se encontrem estratégias para a reutilização das “águas residuais das ETAR para usos não potáveis”, afirmando que “esse é o caminho que temos que fazer”.

A sessão da manhã levou ainda a palco uma reflexão sobre as principais tendências ESG para 2024 e de como esses aspetos devem ser considerados no processo de tomada de decisões empresariais, propiciando o desenvolvimento económico de forma sustentável.

Foi abordada a estratégia de desenvolvimento sustentável da cidade de Braga e do apoio às organizações, públicas e privadas, para que incorporem os princípios e valores da sustentabilidade.

Já Sofia Vieira, Diretora Geral da AGERE, apresentou o caminho que a AGERE tem trilhado nestes 25 anos nas suas diferentes áreas de atuação em prol da sustentabilidade, tendo enfatizado que desde sempre a mesma faz parte do ADN da empresa. Fez ainda referência às grandes linhas estratégicas e metas definidas para o futuro para alcançar a sustentabilidade integral.

No Pilar Económico da sustentabilidade foram abordadas questões como o crescimento da economia circular, as comunidades energéticas e os desafios e oportunidades do uso do biometano no setor das águas residuais.

Quanto ao Pilar Ambiental, o painel apresentou temas como a Sustentabilidade Humana e a importância de nutrir a terra para garantir o futuro e, ainda, os desafios da implementação da reutilização de água.

No que diz respeito ao Pilar Social foi possível explorar a Responsabilidade Social Corporativa e debater como se implementa uma estratégia de gestão de pessoas desde a teoria até à prática, passando pela apresentação de ideias concretas que levam à valorização de vestuário em fim de vida com um propósito social.

A fechar o leque de apresentações, a Presidente da Plataforma de Crescimento Sustentável, Ivone Rocha, falou sobre o “caminho local, social, governamental e económico que a sustentabilidade representa” e referiu que “não há economia social e ambiental se não for sustentável”. Reforçou ainda que a “grande transformação que se opera hoje é a mudança moral” e que cada indivíduo tem que ter “consciência da influência positiva que pode ter num futuro longínquo”.

A sessão de encerramento contou com a intervenção de Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga, que afirmou que “a AGERE é um veículo de promoção de desenvolvimento sustentável, um desígnio há muito assumido pelo Município de Braga”. Reforçou ainda que o objetivo é “que Braga cumpra todas as etapas que levam a um desenvolvimento sustentável” e que a “visão estratégica e de futuro da AGERE é fundamental”.

Braga, 22 de Fevereiro de 2024